Previ Futuro

Paula Goto explica as opções na fase de acumulação do Previ Futuro

Paula Goto

O plano Previ Futuro, para os funcionários que entraram no Banco do Brasil a partir de 24 de dezembro de 1997, tem hoje cerca de 86 mil associados, dos quais quase mil aposentados e aproximadamente 800 pensionistas. Com investimentos de R$ 18,3 bilhões, o Previ Futuro já é atualmente o quarto maior fundo de benefícios do sistema de previdência complementar no Brasil.

Com os Ciclos de Vida 2030, 2040 e 2050 lançados no final do ano passado, o plano tem hoje sete opções de perfis de investimentos, para atender ao desejo e planejamento de futuro de cada um. Leia mais aqui.

No vídeo abaixo, a diretora eleita de Planejamento da Previ, Paula Goto, aborda a importância da atenção que o associado deve dedicar à fase de acumulação do Previ Futuro. “Nós temos, quando ingressamos no banco, uma contribuição básica de 7% do funcionário, e o banco acompanha com mais 7%. Você, no decorrer da carreira, tem a opção de aumentar essa contribuição, chegando até o teto de 10% na contribuição adicional, com o banco acompanhando igual valor”.

Além disso, explica Paula, “você também tem a opção de fazer contribuições esporádicas ou também de fazer contribuições esporádicas mensais. Ou seja, você pode nessa fase acumular no seu saldo de reserva, para que lá na frente você tenha um benefício melhor”.

A contribuição mensal complementar deve ser de no mínimo 2% do salário e a esporádica ao menos 20% do salário. Conheça aqui tudo sobre o Previ Futuro.

“Para isso, é importante que você baixe o aplicativo da Previ, acesse a funcionalidade do Meu Benefício, faça simulações e verifique se você está na rota correta. E nos acompanhe nas redes sociais, que estaremos compartilhando todas as demais informações”, conclui Paula Goto. Confira no vídeo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 − 5 =