Previ Família

Previ Família: está chegando o novo plano para nossos parentes

Previ Família

A Previ está terminando os preparativos para lançar agora em março o plano Previ Família, dirigido para os familiares consanguíneos de até 3º grau e também aos parentes por afinidade até 2º grau dos funcionários do Banco do Brasil. Ou seja: maridos e mulheres, bisavós, avós, pais, filhos, netos, tios, sobrinhos, sogros, cunhados e enteados.

Também quem já é associado do Plano 1 ou do Previ Futuro pode aderir ao Previ Família. Será mais uma opção de investimento e de complementação de renda, com a possibilidade de liquidez. Clique aqui para saber mais.

“Queremos levar para os parentes dos associados o que a Previ vem construindo ao longo do tempo, com a solidez, a excelência e a segurança de uma entidade com mais de 115 anos de história”, explica Marcel Barros, diretor eleito de Seguridade da Previ.

Sempre foi compromisso dos diretores e conselheiros eleitos da Previ criar esse novo plano, para atender antiga reivindicação de nossos familiares. O Previ Família foi aprovado pelo Conselho Deliberativo e pelos órgãos reguladores do sistema de previdência complementar, que estenderam essa opção a todos os fundos de pensão.

“O Previ Família será vantajoso para todos. Para as nossas famílias, que poderão fazer parte do maior e mais sólido fundo de pensão do país. Para os associados e para a Previ, porque trará novas fontes de custeio administrativo, aumentando a eficiência na gestão do fundo. E para o fortalecimento do sistema de previdência complementar, que também é muito bom para os associados e para a Previ”, defende Marcel Barros.

A pernambucana Sandra Trajano, associada do Previ Futuro, ficará feliz com a possibilidade de associar seus parentes ao Previ Família. Possibilidade que os pais delas, já aposentados, não tiveram. Ao contrário dela. “Quando entrei no banco fui apresentada para duas instituições caríssimas para nós, a Cassi e a Previ. E não tive dúvidas de me associar de cara”, conta ela, no vídeo abaixo.

Sandra continua: “O que tenho hoje, eu, na minha vida? Duas pessoas, meus pais, aposentados, que deram sua contribuição enquanto trabalharam e deveriam hoje ter a sua tranquilidade, mas não é o que acontece. As pessoas como eles que estão vendo hoje esse sustento ser diminuído por políticas aplicadas no nosso país, onde nossa aposentadoria não acompanha a realidade financeira e econômica”.

Veja no vídeo abaixo o depoimento de Sandra Trajano, hoje diretora do Sindicato de Pernambuco, que também exorta os associados a se empenharem na campanha em defesa da Previ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + oito =